Posts Tagged ‘santa catarina

Grupo de Dança Univali participa do Prêmio Desterro em Florianópolis

leave a comment »

Encontro reúne grupos do sul do país na disputa por prêmios que somam 17 mil reais

Jazz Avançado - GDU

O Grupo de Dança Univali (GDU) participa neste final de semana da primeira edição do Prêmio Desterro, Festival de Dança de Florianópolis. Três coreografias dos acadêmicos-bailarinos da Univali foram selecionadas para integrar a programação dos espetáculos nas noites de sábado (21) e domingo (22), marcadas para às 19horas, no Teatro Governador Pedro Ivo, anexo ao Centro Administrativo de Governo na capital catarinense.

No sábado o GDU apresenta os trabalhos de criação em Dança Contemporânea e Jazz, ambos na categoria adulto – “O que se espera” e “Narciso acha feio o que não é espelho”,  respectivamente. Já no domingo é a vez do trio da Jazz “Antonietas” competir entre os grupos vindos do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para o GDU, chamou atenção a qualidade técnica das coreografias inscritas e a comissão técnica do júri, formada por competentes profissionais em dança do cenário nacional “preparados para avaliar bem as criações e proporcionar intercâmbio das linguagens desta arte”, comentou Leandro Ávila, há quatro anos na trupe.

Os grupos classificados em primeiro lugar de cada gênero receberão uma premiação em dinheiro no valor de mil reais. Já o grupo eleito pela comissão do júri como melhor grupo do Festival, será premiado com dez mil reais. Todos levam para casa certificados e troféus – além de ter cumprido um importante papel na promoção cultural da dança como expressão artística e de entretenimento da região.

D-Efeitos abre o Festival com pocket show

A primeira noite de Prêmio Desterro foi especial para os apreciadores da dança – e não importa se o bailarino sobe ao palco de sapatilha ou tênis! O trio bicampeão do Festival de Dança de Joinville, D-Efeitos, abriu a noite de espetáculos com o pocket show “Primeiro Ato”,  resultado dos estudos em danças urbanas, inspirado no curioso gênero musical Glitch Hop. Os convidados apresentaram-se nesta sexta-feira (20) para um público atento e inspirado, que prestigiou a movimentação artística em Florianópolis.

Mais informações: www.premiodesterro.com.br

Anúncios

Written by Luise Tietjen

agosto 20, 2010 at 10:45 PM

Lembranças do Meu Mar, de Nestor Jr., abre temporada de exposições na Furb

leave a comment »

Sr. Peixe Pitangas | Nestor Jr.

Ondas suaves. Tons de Azuis. Disformidades bonitas de se ver. Imperfeições harmônicas. Poderíamos estar falando do mar. E estamos: das Lembranças do Meu Mar, nova série do artista plástico Nestor Jr., que terá sua primeira exposição a partir do dia 13 de abril, na Galeria Angelim – Biblioteca Central da Universidade Regional de Blumenau (Furb). A abertura da temporada está marcada para as 20h, com show especial do compositor Pochyua Andrade.

Estarão expostas quinze obras inéditas de Nestor Jr. produzidas no início deste ano, que integram o projeto contemplado pelo Edital Elisabete Anderle, do Governo do Estado de Santa Catarina.  As obras de Lembranças do Meu Mar, explica o artista plástico, representam o final de um ciclo. Todos os trabalhos feitos até hoje, exceto Café e Aquarela (2009), foram uma grande sequência de lembranças da sua infância, nas cidades litorâneas catarinenses.

“Mesmo que o mar não apareça apenas no sentido literal, está também, por exemplo, nos olhos encharcados da minha mãe esperando meu pai voltar da pescaria”, completa Nestor Jr., mostrando que as metáforas a respeito do mar também fazem parte das suas telas.

A exposição deve passar ainda por Itajaí e Florianópolis. Em Blumenau, a visitação estará aberta ao público até o dia 2 de maio, de segunda à sexta das 7h30 às 22h30 e sábados das 7h30 às 17horas.

SOBRE NESTOR JR.

Nestor Jr. é um dos artistas plásticos mais respeitados entre os novos nomes das artes de Santa Catarina. Seus contornos e formas são reconhecidos por todo o país, além de se destacarem em veículos de mídia nacionais e internacionais. Em 2009 participou de uma exposição coletiva na Galeria Espai Cromàtic, na Espanha.

Quem vê Nestor Jr. preenchendo suas telas com as cores e formas já características, percebe que o processo de criação do artista é natural. As linhas surgem das mãos com sinceridade, e os temas – com o sexo e os olhos sempre em destaque –, mostram o prazer e a perturbação de se ilustrar um corpo humano que ama e vê.

Written by Luise Tietjen

março 29, 2010 at 12:43 PM